Equipamento de Tecnologia Avançada para a área de Oncologia e Cardiologia

 
Designação do projeto: Equipamento de tecnologia avançada para a área de oncologia e cardiologia

 Código do projeto: LISBOA-06-4842-FEDER 000051

 

Objetivo principal: Promover a inclusão social e combater a pobreza

Região de intervenção: Lisboa

Entidade beneficiária: Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, E.P.E.

Data de aprovação: 26-03-2019

Data de início: 08-01-2019

Data de conclusão: 31-03-2020

Custo total elegível: 1.468.836,48 Euros

Apoio financeiro da União Europeia: FEDER – 734.418,24 Euros

Apoio financeiro público nacional/regional: 734.418,24 Euros

 

Objetivos, atividades e resultados esperados/atingidos:

O investimento realizado permitiu ao Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, E.P.E. (CHLO) prosseguir com a aposta na manutenção e promoção da qualidade e diferenciação dos cuidados prestados através da modernização tecnológica de diagnóstico e terapêutica, em áreas prioritárias de elevada complexidade, e deste modo reduzir as assimetrias de eficiência do Centro Hospitalar ao nível dos equipamentos, contribuir para a sustentabilidade e criação de valor da sua atividade, assim como aumentar a capacidade de atrair novas competências e novos utentes, nomeadamente no âmbito de um processo integrado de contratualização de serviços em plena articulação com a rede de prestação de cuidados de saúde primários e com os demais prestadores de saúde previstos nas redes de referenciação de cuidados de saúde, existentes ou a criar.

A obtenção de elevados níveis de qualidade e eficiência na prestação de cuidados de saúde no CHLO, nomeadamente nas áreas de oncologia e cardiologia, contribuirá para o aumento da capacidade de resposta em número de doentes atendidos e para a redução dos tempos de espera nestas áreas, bem como para a adequação e diversificação da oferta do CHLO face aos novos desafios demográficos e epidemiológicos.

Globalmente, a aquisição deste conjunto de equipamentos terá um grande impacto em duas importantes especialidades, prioritárias na Região de Lisboa e de elevada complexidade:

 
Oncologia

Ao nível da área de oncologia médica e cirúrgica, pretendeu o CHLO com a presente operação, sobretudo, reforçar a modernização tecnológica, nomeadamente ao nível dos procedimentos das patologias oncológicas, com particular destaque para a patologia de tumores cerebrais.

 

Cardiologia de intervenção

Ao nível da área de cardiologia reforçou-se a modernização tecnológica do serviço de cardiologia e intervenção cardiovascular. Os tempos de intervenção passaram a ser mais reduzidos em relação aos praticados e o grau de sucesso do tratamento cirúrgico aumentou. Globalmente, poder-se-á considerar que os atos clínicos realizados com esta tecnologia, proporcionam maior qualidade assistencial.

Refira-se que estas áreas apresentam-se de elevada importância, na medida em que abrangem um grupo de utentes de elevada representatividade constituído pela população mais idosa. Deste modo, o CHLO tem agora maior capacidade de resposta à evolução demográfica que se tem vindo a verificar nas últimas décadas na região de Lisboa, com o envelhecimento significativo da população e do aumento da esperança média de vida.

Neste contexto de hospital com elevada diferenciação, com esta candidatura dotou-se o Hospital Egas Moniz (HEM), unidade hospitalar do CHLO, com equipamento de ponta, que permitirá um atendimento de excelência ao doente, nomeadamente em áreas em que o CHLO é Centro de Referência.

 

Os principais objetivos da presente operação foram alcançados:

Proporcionar uma melhoria muito acentuada das condições de segurança e da eficácia na atividade cirúrgica nas patologias envolvidas;

  • Reforçar a especialização e diferenciação clínica com equipamento tecnologicamente avançado, potenciadores da rentabilização da capacidade instalada comprometida pelas limitações técnicas associadas ao equipamento existente;
  • Aumentar a fiabilidade, segurança e conformidade dos parâmetros e processos no tratamento do utente;
  • Aumentar a capacidade de resposta e melhorar o acesso da população aos cuidados de saúde, através da redução das listas de espera cirúrgica;
  • Diminuir os custos de manutenção e assistência Técnica.

De forma indireta e através dos resultados proporcionados pela utilização dos equipamentos na prática clínica, foi ainda objetivo da presente operação: a excelência clínica endógena com impacto positivo na qualidade assistencial e no outcome clínico dos doentes.

Assim, a presente operação apresentou também um conjunto de benefícios indiretos proporcionados pela maior precisão e qualidade dos equipamentos, com impacto na redução de custos ao nível da prestação de cuidados de saúde, segurança dos doentes e custos de não qualidade, dos quais se destacam: prevenção da infeção hospitalar; diminuição de incidentes; menos dias de internamento; menos gastos com antibióticos e outros fármacos (utilização racional) e maior satisfação por parte dos doentes e profissionais.