Portal do SNSPortal do SNS

Mensagem da Presidente

Estamos em dezembro, tempo de balanços de um ano e de planos para o seguinte.

Foram feitas muitas benfeitorias nos 3 hospitais. Umas bem mais visíveis que outras: todos, ou quase todos, os pisos de internamento tiveram obras pequenas ou maiores, mas obras de melhoramento das suas condições físicas como pinturas, arranjos de janelas, casas de banho, chão, televisões em todos os quartos, enfim pequenas coisas que fazem diferença, como diferença fez com certeza ter wifi aberto para doentes, acompanhantes e profissionais.

Foi encerrado o edifício da Infeciologia no Hospital Egas Moniz por condições menos seguras, os doentes realojados integrados no Hospital, mas em boas condições, e o projecto de arquitectura do novo edifício já enviado para aprovação em instâncias superiores.

Foram reequipados alguns serviços com ecógrafos e RX portáteis, ventiladores, centrais de monitorização, etc., mas também se substituíram os velhos equipamentos de RX por novas centrais digitais, adquiriram-se marquesas para os blocos, videocolonoscópios e demais equipamentos vídeo para a Gastro e ORL, Angio OCT, e muitos outros de substituição de equipamentos em fim de vida. Ainda faltam alguns e estamos com esse planeamento para 2019 e seguintes. Uma referência, ainda, ao investimento nos sistemas informáticos - software e hardware – de onde destaco o grande investimento no novo centro de dados do CHLO que vai permitir, finalmente, estarmos dotados de um efetivo e eficaz Data Recovery Plan e por outro lado, consolidarmos a continuidade do projecto CHLO um Hospital sem papel.

Concorremos a fundos comunitários para a eficiência energética, e ganhámos, pelo que mais obras nos esperam.

Igualmente todo o planeamento de manutenção e segurança tem sido revisto, com aquisição de novos serviços e com um plano de prevenção para Legionella segundo as novas normas, que mereceu o elogio das Autoridades de Saúde. Mudança de canalizações onde foi necessário, novos dispositivos de cloragem, monitorização de toda a rede.

Quanto a Recursos Humanos, o essencial de toda a Organização, neste fim de ano há a mais, que no mês homólogo do ano passado, 10 médicos especialistas, 53 enfermeiros, 7 Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica, 15 Assistentes Técnicos, 32 Assistentes Operacionais, mas muito destes números revelam apenas as necessidades de colmatar a passagem de 40 para 35 horas de trabalho, e não um aumento real de possibilidades no CHLO.

Enfim, como disse inicialmente muito trabalho feito, e muito ainda por fazer, o que será apanágio de qualquer organização com esta complexidade.

Conseguimos a Acreditação de qualidade para novos serviços, e são já 12 os serviços acreditados pela DGS – Sistema ACSA do Ministério da Saúde. Mais 4 entraram agora em Acreditação!

E para o ano?

Há muito por fazer! Manter todas as estruturas, melhorar tudo o que diz respeito ao acesso das pessoas ao Hospital, melhorar a relação com os ACES da nossa região, colaborarmos com todos, com os Cuidados Primários, com os Cuidados Continuados, com os nossos parceiros antigos e mais novos e com todas as estruturas centrais, continuar a Acreditação dos serviços do CHLO, aumentar e manter os Centros de Referência , aumentar a Investigação Clínica , diminuir listas de espera, responder atempadamente às solicitações de 1ª consulta, manter a diferenciação, aumentar a visibilidade do que fazemos bem todos os dias, melhorar o que gostávamos de fazer melhor.

Para tudo isto contamos com todos, porque numa organização de tão elevada complexidade cada-um-conta. E cada um pode sempre fazer melhor e isso tem relevância para o todo.

É por isso que agradeço o esforço de todos, agradeço muito particularmente a todos os que tendo chegado à idade da reforma nos deixaram - alguns contrariados e nostálgicos, outros contentes por iniciarem outra fase da sua vida - mas tenho a certeza que com o CHLO, ou cada uma das suas partes, na lembrança de uma parte muito significativa das suas vidas passadas aqui, com os colegas, os doentes, os familiares, e nós com a certeza que vão fazer falta!

Bem hajam a todos.

Que o ano de 2019 seja sempre melhor que o anterior.


Rita Perez

Presidente do Conselho de Administração