Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, EPE
 
Pesquisa
  Emergência Informações Úteis Mapa do Site Mapa HEPE
 
 
 
 
 
 
                              

                                         

Mensagem da Presidente

    

Os tempos têm sido difíceis para os hospitais do Serviço Nacional de Saúde, não só pelas restrições orçamentais e limitada autonomia na gestão, como pela concorrência em condições desiguais com o florescente sector privado da Saúde, particularmente em relação aos recursos humanos e investimentos.

O grande objetivo do CHLO e o seu maior empenho nos últimos anos tem sido manter a prestação assistencial com qualidade em todas as áreas clínicas, a par duma política de ajustamento económico financeiro que possibilite a sustentabilidade da instituição.

Alcançados estes objetivos de forma consistente, como demonstram os indicadores assistenciais e financeiros dos últimos três anos, a estratégia do CHLO para o próximo triénio é candidatar-se a Centros de Referência em áreas clínicas multidisciplinares, e apoiar a formação e a investigação clínica no centro hospitalar, de modo a garantir a prática duma Medicina altamente diferenciada, apanágio dos hospitais centrais como pilares da Saúde.

Para alcançar este novo objetivo, torna-se necessário dotar o centro hospitalar dos recursos humanos adequados a esta pretensão, e simultaneamente renovar o equipamento de diagnóstico e terapêutica das várias especialidades com tecnologia atualizada, de modo a possibilitar a prestação de cuidados de saúde de elevada qualidade à população atendida no Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental.

À semelhança do sucedido nos anos anteriores, para a concretização desta estratégia, o CHLO continuará a necessitar do melhor empenho de todos os seus profissionais, sem o qual não será possível concretizar este ambicioso propósito.

 

 Maria João Pais

 Presidente do Conselho de Administração

 

   

       

                          

 
 
Taxas Moderadoras


Nos termos da Base XXXIV da Lei de Bases da Saúde, as taxas moderadoras podem ser cobradas com o objetivo de completar as medidas reguladoras do uso dos serviços de saúde. Encontram-se isentos os grupos populacionais sujeitos a maiores riscos e os financeiramente mais desfavorecidos, nos termos determinados na lei. Neste sentido, foi publicado o Decreto-Lei n.º 113/2011, de 29 de Novembro, que veio regular o acesso às prestações do Serviço Nacional de Saúde (SNS) por parte dos utentes, no que respeita ao regime de taxas moderadoras e à aplicação de regimes especiais de benefícios.

O novo modelo de taxas moderadoras entrou em vigor a 1 de janeiro de 2012. O Decreto-Lei n.º 113/2011, de 29 de Novembro, tem uma nova redação introduzida pelo Decreto-Lei n.º 128/2012, de 21 de Junho.


TAXAS MODERADORAS(informação actualizada)

 

 

 
Jornal do Centro

Encontra-se disponível a edição de Abril de 2015 do Jornal do Centro.

Índice da Publicação

· Editorial

· Dia Mundial da Voz

· 17º Dia Europeu da Doação de Órgãos e Tecidos

· Investigação Clínica - O Doente tem o Papel Principal

· História do Serviço de Otorrinolaringologia

  do Hospital de Egas Moniz

· Telemedicina

· 1º Curso Suporte Avançado de Vida – Escola Formação CHLO

· Breves

· Agenda do Centro

 
 

 

 

Ébola

Outros Assuntos
 

Serviço de Radioterapia do Hospital Barreiro certificado

O Serviço de Radioterapia do Hospital de Nossa Senhora do Rosário, EPE, no Barreiro, foi certificado através da norma NP EN ISO 9001:2008, pelas actividades de planeamento, administração e controlo de radioterapia externa em doentes do foro oncológico.    Ler mais

 

Hospital S. João lança laboratório para Gripe A 

O Hospital de S. João, no Porto, construiu de raiz uma unidade laboratorial especializada na identificação do vírus da gripe A (H1N1).  Mais 

 

CHBA aposta na prevenção para combater a gripe

O  Centro Hospital do Barlavento Algarvio (CHBA), EPE criou um espaço de Atendimento a Doentes com suspeita de gripe, que se desloquem à unidade de Portimão.   Ler mais

 
Consulte os Relatórios e Contas dos Hospitais

Os hospitais, como entidades públicas empresariais devem elaborar, com referência a 31 de Dezembro do ano anterior, os documentos de prestação de contas remetendo-os à Tutela nos prazos estipulados por lei.

Aceda aqui aos Relatórios e Contas de:

  2004   2005    2006    2007  2008

 
 
       Topo  
  Logotipo dos Hospitais SA 2015 Direitos Reservados - Centro Hospitalar de Lisboa Ocidental, EPE Símbolo de Acessibilidade na Web www.acessibilidade.net